Ir para conteúdo do site
Previsão do Tempo
22 ºC
34 ºC
Quarta, 26 de fevereiro de 2020

Ir para conteúdo

PREFEITURA DE SAPEZAL / MT
Acompanhe-nos:
Facebook

Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
14
14 JAN 2020
COMUNICADO SOBRE CARTEIRA DE TRABALHO

COMUNICADO SOBRE CARTEIRA DE TRABALHO Senhor Empresário, Seguem abaixo informações sobre a Carteira de Trabalho Digital, instituída pela Lei Federal nº. 13.874, de 20/09/2019 e Portaria nº. 1.065, de 23/09/2019, da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho. Em síntese, a CTPS Digital visa substituir a CTPS física, e as contratações passam a ser feitas com base unicamente do número do CPF, para cidadãos brasileiros e estrangeiros que já estejam no Cadastro de Pessoa Física. Não sendo mais obrigatório o preenchimento do número da CTPS no eSocial. A carteira física só deverá ser feita em casos de exceção, como por exemplo, demanda de ordem judicial, casos de dados já anotados referentes aos vínculos antigos e/ou vigentes na data da publicação da Portaria 1.065, ou enquanto o empregador ainda não for obrigado ao uso do eSocial, disposto pelo cronograma de implantação do eSocial, na portaria nº 1.419, de 23/12/2019. Portanto, não haverá qualquer processo de solicitação presencial da CTPS Digital, tornando automática a sua existência a partir do Cadastro de Pessoa Física-CPF e dos registros de vínculos constantes nas bases de dados de Governo. A grande vantagem da CTPS Digital é facilitar a vida dos trabalhadores brasileiros e estrangeiros que terão o documento à mão sempre que precisarem fazer uma consulta das experiências profissionais formais, seja pelo aplicativo ou pela web, tornando mais eficiente o acesso aos serviços prestados. Já para o empregador que esteja no eSocial, a vantagem é desobrigá-los de realizar anotações no documento físico, conforme portaria nº 1.195, de 30/10/2019, que passa a disciplinar o registro eletrônico de empregados e a anotação na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) em meio eletrônico. Com isso, o Livro de Registro passa a compor o rol de obrigações já substituídas pelo eSocial, sendo possível realizar contratações sem solicitar ao trabalhador a CTPS. Destacamos alguns trechos do texto da Lei nº. 13.874, de 20/09/2019: “Art. 15. A Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, passa a vigorar com as seguintes alterações: “Art. 13. ...... “Art. 14. A CTPS será emitida pelo Ministério da Economia preferencialmente em meio eletrônico. Parágrafo único. Excepcionalmente, a CTPS poderá ser emitida em meio físico, desde que: I - nas unidades descentralizadas do Ministério da Economia que forem habilitadas para a emissão; II - mediante convênio, por órgãos federais, estaduais e municipais da administração direta ou indireta; III - mediante convênio com serviços notariais e de registro, sem custos para a administração, garantidas as condições de segurança das informações.” (NR) “Art. 15. Os procedimentos para emissão da CTPS ao interessado serão estabelecidos pelo Ministério da Economia em regulamento próprio, privilegiada a emissão em formato eletrônico. ” (NR) “Art. 16. A CTPS terá como identificação única do empregado o número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). ..... “Art. 29. O empregador terá o prazo de 5 (cinco) dias úteis para anotar na CTPS, em relação aos trabalhadores que admitir, a data de admissão, a remuneração e as condições especiais, se houver, facultada a adoção de sistema manual, mecânico ou eletrônico, conforme instruções a serem expedidas pelo Ministério da Economia. § 6º A comunicação pelo trabalhador do número de inscrição no CPF ao empregador equivale à apresentação da CTPS em meio digital, dispensado o empregador da emissão de recibo. § 7º Osregistros eletrônicos gerados pelo empregador nos sistemas informatizados da CTPS em meio digital equivalem às anotações a que se refere esta Lei. Art. 40....” Destacamos também o texto da Portaria nº. 1.065de 24/09/2019: “Art. 1° Disciplinar a emissão da Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS em meio eletrônico, denominada Carteira de Trabalho Digital. Art. 2° Para fins do disposto no Decreto-Lei nº 5.452/1943, a Carteira de Trabalho Digital é equivalente à Carteira de Trabalho emitida em meio físico. Parágrafo único. A Carteira de Trabalho Digital não se equipara aos documentos de identificação civis de que trata o art. 2º da Lei nº 12.037, de 1º de outubro de 2009. Art. 3º A Carteira de Trabalho Digital está previamente emitida A TODOS OS INSCRITOS no Cadastro de Pessoas Físicas - CPF, sendo necessária sua habilitação. Parágrafo único. A Carteira de Trabalho Digital terá como identificação única o número de inscrição do trabalhador no CPF. Art. 4º ...... Art. 5º Para os empregadores que têm a obrigação de uso do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas - eSocial: I - a comunicação pelo trabalhador do número de inscrição no CPF ao empregador equivale à apresentação da CTPS em meio digital, dispensado o empregador da emissão de recibo; II - os registros eletrônicos gerados pelo empregador nos sistemas informatizados da Carteira de Trabalho em meio digital equivalem às anotações a que se refere o Decreto-Lei nº 5.452/1943. Art. 6º O trabalhador deverá ter acesso às informações de seu contrato de trabalho na Carteira de Trabalho Digital após o processamento das respectivas anotações. Art. 7º A Carteira de Trabalho em meio físico poderá ser utilizada, em caráter excepcional, enquanto o empregador não for obrigado ao uso do eSocial. Art. 8º ..... Informamos ainda que a Medida Provisória nº. 905, de 11/11/2019, que instituiu o Contrato de Trabalho Verde e Amarelo, altera a legislação trabalhista, e dá outras providências, revogou o inciso II do art. 2º, da Lei nº. 12.037, de 1º/10/2009 e, portanto, a Carteira de Trabalho, seja ela física ou disponibilizada por meio eletrônico, não é mais válida como Documento de Identificação Civil. Caso ainda existam dúvidas, as informações da CTPS Digital estão disponíveis na página temática da Secretaria de Trabalho, por meio do link https://gov.br/trabalho. Por fim, caso alguma empresa venha a enfrentar alguma dificuldade na aplicação da nova legislação, por favor, entre em contato com a Superintendência Regional do Trabalho, pois nosso objetivo é facilitar o acesso dos trabalhadores ao mercado de trabalho e também diminuir a burocracia para os empregadores. Cuiabá, 06 de Janeiro de 2020. Superintendência Regional do Trabalho em Mato Grosso Telefone: (65) 3616-4800

Endereço
Av: Antônio André Maggi, nº 1.400
CEP: 78365-000
Telefone
(65) 3383-4500
Atendimento
Atendimento de Segunda-feira a Sexta-feira das 7h as 15h.
Acompanhe-nos
© Copyright Instar - 2006-2020. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia
Seta
Copyright Instar - 2006-2020. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia